9 de março de 2011

As vezes me pego assim oscilante,
em algum lugar bem distante
Fujo dos meus pensamentos,
tento pensar em algo diferente
e escondo meus quereres debaixo do tapete
Sei que algumas coisas permanecerão como estão,
outras nunca mais serão as mesmas
Nesses momentos de melancolia,
esqueço dos passos que já dei
e de tudo que já sei
Quero apenas viver algo
que tenha haver com liberdade
sem saudade
sem distância
sem talvez...

Um comentário:

Mara Farias disse...

Viver apenas viver!
Aproveite o momento presente!

A Cara da Poesia